Cultura do Vinho

A Cultura do Vinho 2

23 de julho de 2012

Vou dar mais um toque no assunto do porquê Biologia e Química interferem tanto na produção de uvas para os bons vinhos na atualidade.
Quando falo em videiras em condições adversas mas sob controle com os manejos de cultivo como a irrigação, isso explica o fato de hoje a Viticultura mundial trabalhar com alta densidade de plantio para induzir  baixos rendimentos de frutas por planta, ou seja, Kg/planta, e no final, de hectolitros por hectare.

Como isso ocorre? A natureza é pródiga e sábia nesse quesito, é a perpetuação das espécies! Todo ser vivo tende a proteger seus filhotes, eles serão a sua perpetuação, pois bem, na natureza, as plantas em condições de competição, ou seja, alta densidade, aprofundam mais suas raízes e buscam tudo que é necessário para seu ciclo de produção e para economizar energia produzem menor carga de folhas e passam a dar frutos mais concentrados de nutrientes retirados do solo, pois alí no fruto estão as sementes! Sim é isso mesmo, para a videira, as sementes , consequentemente o fruto será a sua perpetuação!

Posto isso, observe que é comum nos dias de hoje os produtores acompanharem seus parreirais quanto a carga de frutos por planta, fazendo um raleio quando acham necessário aumentar a qualidade do seu produto, pois a verdade é mesmo que todo bom vinho já nasce de um bom vinhedo, de uma boa uva!

Por isso também ele trabalha com todos os aspectos no manejo de seu vinhedo, orientação das fileiras quanto ao sol, posição do vinhedo quanto a altitude, em que parte da colina seu vinhedo terá as melhores condições de ventos, as vezes para proteção, e as vezes com a finalidade de receber suas brisas. Ventos frios produzem uvas com boa acidez, e isso é garantia de frescor aos vinhos! 
São muito os componentes que podem ajudar ou atrapalhar a produção de boas uvas. Eu posso estar exagerando, mas se percebe que na maioria das vezes os bons vinhedos do mundo estão próximos a rios, oceanos, montes, montanhas, cordilheiras, enfim tudo que provoca corrente de ventos, brisas, enfim, situações que darão sempre alguma contribuição positiva para o vinhedo.

Estimado leitor, não me interprete mal, sempre devemos ter os pés no chão, se o produtor for de grande potencial em relação ao volume de produção, obviamente ele não manejará seu vinhedo visando baixos rendimentos. Por isso existem no mercado vinhos que a medida que são cada vez mais desejados, mas que possuem pouca oferta pelo produtor, seus preços são bem altos. Muito do que está hoje a nossa disposição são vinhos para consumo imediato, então nossa procura deverá estar sempre onde encontramos vinhos do nosso agrado pelo menor preço. Normalmente chama a atenção um vinho de boa qualidade a baixo preço, e isso pode ser um indício que esse produtor, mesmo fazendo grande volume de produção, domine melhor seu vinhedo, tenha um bom enólogo que consegue administrar todos os componentes a seu favor. Normalmente os grandes vinhos são os de menor produção, mas podem existir as exceções!

tony@enotecadecanterbc.com.br