Cultura do Vinho

Alemanha, agora em alto estilo de verdade!

23 de julho de 2012
De volta ao nosso espaço depois de um breve intervalo, começo o ano de verdade mais empolgado do que nunca! Nossas atenções ainda estão nos vinhos de verão, mas já apontam para um outono que estará batendo a nossa porta mais a frente. E como não posso deixar de lembrar dos refrescantes, minerais e complexos vinhos brancos degustados nesse verão, entre eles os Rieslings alemães, vamos nos ater a este sensacional acervo de espumantes(Sekt), brancos e tintos de um país que está cada vez mais na berlinda, a Alemanha.

O Brasil esteve contaminado por um grande derrame de vinhos alemães que não condizem com suas verdadeiras tradições de bom produtor de vinhos. Como já é passado, cada um de nós agora terá a oportunidade de fazer sua avaliação. A Alemanha tem em seus solos a grande contribuição para o caráter mineral de seus vinhos, constituído na maioria por ardósia na região dos melhores vinhedos com a uva Riesling, expressa muita complexidade em aromas e sabores quando em taça.

E não paramos por aí, a Alemanha também faz excelentes brancos a base das uvas Grauburgunder(Pinot Gris ou Pinot Grigio), Weissburgunder( Pinot Blanc) e Silvaner. E nos tintos o destaque é para Spätburgunder(Pinot Noir), um tinto ao estilo da Borgonha, mas com seus tesouros adquiridos nos vales por onde são plantados seus vinhedos. As regiões mais importantes são o Pfalz(Palatinado), Mosel, Rheingau, Nahe(foto anexa), Ahr, Franken, Rheinhessen e Baden. Todas estas regiões estão mais ao Sul e no lado Oeste de seu território, sempre próximo a rios, vales e montanhas.

O grande desafio da qualidade do vinho alemão vem do clima, assim como no Brasil é um país que possui um regime de chuvas abundantes levando a planta ao estímulo de produzir quantidade e não qualidade. Mas por sorte seus outonos são secos e longos ajudando na lenta maturação de suas uvas. O maior problema são as geadas tardias na primavera e as chuvas de granizo no verão, assim como aqui em nosso país.

Amigos leitores, este é um belo exemplo de como valorizar as tradições e aproveitar o que se  tem de melhor pode dar resultado. Faça um teste, deguste um vinho deste país e verá como está atualmente a qualidade que a crítica mundial ovaciona com toda razão.

tony@ enotecadecanterbc.com.br